CINEMA MOSTRA AIDS – PARAÍBA


O GOVERNO DA PARAÍBA Secretária de Estado da Saúde Gerência Operacional das DST/AIDS e o Grupo Pela VIDDA - São Paulo, realizam no próximo mês de outubro/2007, o "CINEMA MOSTRA AIDS - PARAÍBA".

Serão duas mostras de filmes temáticos sobre Aids - documentais e de ficção - que acontecerão na capital do Estado, João Pessoa, nos dias 4, 5 e 6 de Outubro e, em Campina Grande, nos dias 7, 8 e 9 de Outubro de 2007.

A idéia do "CINEMA MOSTRA AIDS PARAÍBA" é usar um evento de apelo cultural para falar sobre Aids. Assim, um vasto painel do tema é traçado a partir da seleção de filmes que trazem a infecção pelo HIV como tema central ou pano de fundo.

Ao longo de mais de duas décadas da epidemia não foram poucos os autores e diretores que transformaram a Aids em fonte de inspiração e utilizaram o cinema para tratar da "doença do século". E, por isso, provocaram diversas reações: da polêmica à comoção, do medo à conscientização, da ironia à indiferença.
A Mostra contará com a apresentação do filme documentário BASTA UM DIA, de Vagner de Almeida (Brasil, doc, 40 min, 2006)
Lançado recentemente pela ABIA – Associação Brasileira Interdisciplinar de Aids-, do mesmo diretor de Borboletas da Vida, o documentário aborda a vida de travestis e homossexuais da Baixada Fluminense (RJ) que, entre a coragem e o medo, tentam, muitas vezes sem sucesso, sobreviver à dura realidade de violências impostas ao seu cotidiano.

Os títulos desta edição do CINEMA MOSTRA AIDS - PARAÍBA trazem respostas e perplexidades do cinema frente à Aids, e também alertam para a necessidade da prevenção e da eliminação do preconceito, além de testemunharem parte da realidade das pessoas que vivem com HIV/Aids em nossa sociedade.

Os diferentes pontos de vista sobre como reagir à síndrome interagem e apresentam novos conceitos de sexo seguro e amor. Não há regras, apenas padrões preventivos a serem seguidos. Neste sentido os cineastas se viram livres para discutir o assunto de forma por eles tida como a adequada. Há filmes que tocam fundo e de forma emocionada na dor da perda, mas também dão a volta por cima e fazem a festa. É uma forma de encarar as coisas.

Os painéis históricos reconstituídos em ficções cinematográficas são outros exemplos vigorosos de como há pessoas que querem espalhar essa conversa por todos os lados. E que o façam. Em torno do preconceito, da ignorância, também das drogas e da dor, há muito que falar. Já se foram mais de vinte anos, e muitos ainda se calam em vão. Não é possível entender. É uma questão de humanidade. É uma questão de posteridade. É redundante declarar o quão importante é uma mostra como esta.

Para a realização do "CINEMA MOSTRA AIDS - PARAÍBA" o Governo da Paraíba contou com o decisivo apoio do Grupo Pela VIDDA - São Paulo, ONG que atua há 18 anos na luta contra a Aids e, através da Gerência Operacional das DST/Aids da Secretaria de Estado da Saúde, captou uma série de parceiros locais sem os quais não se viabilizaria esta promoção que une cultura & saúde, a saber: Usina Cultural da Saelpa; SESC; Zarinha Centro de Cultura; ABD-PB (Ass. Bras. de Documentaristas - Seção PB); TINTIN Cineclube; Hospital Clementino Fraga; Hospital Universitário Alcides Carneiro, Restaurante Porto Galo e Restaurante La Suissa.

Bons espetáculos para tod@s é o que desejamos!

VIVA A VIDA!

Dr Geraldo de Almeida Cunha Filho
Secretário de Estado da Saúde da Paraíba



MAIN (English version)
PRINCIPAL (clicar Português)

 

para maiores informações enviar e-mail:
vagner.de.almeida@gmail.com