Teatro e Filmes sobre HIV/SIDA
Maputo – Moçambique, Africa

A IMPORTÂNCIA DO TEATRO (ARTES DERIVADAS) NA PREVENÇÂO DO HIV/AIDS EM MOÇAMBIQUE

Por: Vagner de Almeida
1997

A epidemia de SIDA, cada vez mais atinge países e populações em desenvolvimento, os quais enfrentam uma grande carência de recursos físicos e matérias para responder a epidemia.

A vulnerabilidade cada vez mais evidente destas populações obrigam-nos de criar estratégias inovadoras para fazer prevenção e educação sobre HIV/SIDA/DTSs. Dentro desse cenário, o trabalho de teatro tem se mostrado como uma opção interessante para tentar alcançar essa meta com grande criatividade. O teatro popular, sempre foi uma forma de comunicação e concientização dos povos, e principalmente das camadas populares, ao longo da história. É, por isso, uma metodologia altamente adequada para esse tipo de trabalho com HIV/SIDA/DTSs. (mais)

Relatório da Missão para Avaliação de Materiais de IEC e Criação da Demanda para os Gatvs, Hospital de Dia e Cuidados ao Domicílio

Por: Vagner de Almeida
2002

 

HÁ QUE SE FALAR DO SEXO SEM TABU

As convicções do Presidente da República para o combate da SIDA nas zonas Rurais

O Presidente da República, Joaquim Chissano, disse que a melhor forma de prevenir-se da doença é que todos nós tenhamos um espírito guerreiro. Embora usando o preservativo, entendo que o melhor é evitar relacções sexuais. Ninguém tendo escudo se expõe às setas. É necessário atacar o inimigo e não deixar que ele nos ataque.

Acrescentou o presidente que para que as campanhas tenham sucesso no campo, onde maior número de pessoas contínuam a ignorar a doençca, há a necessidade de se falar do sexo sem tabu.

Conversar sobre o sexo com o SIDA pelo meio é tornar a juventude imoral.

Sou pelo preservativo da maneira moral e não como licença para a prática desordenada do sexo.
(mais)


 

MAIN (English version)
PRINCIPAL (clicar Português)

 

para maiores informações enviar e-mail:
vagner.de.almeida@gmail.com